PabloAeroBrasil - Álbum e Portal de História da Aviação
  

Se eu sempre digo que publico apenas fotos minhas no site, por quê então que existem algumas fotos de postais/pôsteres escaneados?

Essas fotos fazem parte da minha história de vida como apaixonado por Aviação. Um amigo meu (que além de fazer aniversário no mesmo dia, também é apaixonado por aviões), e seu irmão começou a me chamar para ir ao Centro do Rio de Janeiro buscar cartões postais nas agências de empresas aéreas. Então, frequentemente nós íamos nos escritórios das seguintes empresas e indústrias: Lufthansa, Iberia, Vasp, Varig, Air France, British Caledonian, Northrop, Embraer (tinha um escritório no SDU) e outras tantas que não me lembro mais. A alegação era de que estávamos coletando material para pesquisa escolar. Às vezes eu ia sozinho, às vezes ia e não conseguia nada, às vezes éramos "chutados" para fora por conta de alguns abusos (adolescentes cheios de marra, já viu né?!). O engraçado é que eu voltei lá depois de ter mais de vinte anos e sem nenhuma cara de estudante, só a cara-de pau.

Mandávamos também cartas em inglês para as indústrias; quando recebíamos era a maior euforia. Essas fotos eu guardo até hoje em uma pasta junto com outras imagens que foram compradas em encontros de colecionador ou outros. Porém, quando comecei a escanear as fotos para o site eu ví que não fazia sentido inserir uma foto que foi "apenas comprada", então passei a usar apenas o critério "emocional".

Veja os álbuns: Pôsteres e postais; Postais Embraer



Escrito por Paulo César, o Pablo!! às 18h33
[] []


 
  

Eu trabalho todos os dias no hangar onde nasceu a Indústria Aeronáutica Brasileira, onde nasceu o projeto IPD 6504/Bandeirante,  do CTA: o Hangar X-10 do GEEV. Nestes dias de muita chuva eu olho para a porta do hangar e me lembro de um trecho do livro escrito por Ozires Silva, "A decolagem de um sonho":

"Ele conta que, em um dia de forte chuva, ele se sentia angustiado em casa, após o trabalho e inquieto, se dirigiu ao Hangar X-10. Chegando lá ele viu uma goteira pingando sobre o protótipo do Bandeirante. Com a ajuda de algumas pessoas que lá estavam ele deslocou o avião para outra posição mais ao fundo do hangar. Poucos minutos depois a porta de ferro, que deve ter uns 25 metros de altura por 10 de largura, simplesmente caiu dentro do hangar exatamente onde havia estado o avião. Se ele não tivesse tido esa intuição e a iniciativa de empurrar o mesmo, ele teria sido destruído".

Não me lembro a página do livro e nem as palavras exatas que ele usou, mas eu fico imaginando que uma chuva poderia destruir o sonho de construir a Indústria Aeronáutica.

Veja os seguintes álbuns: Hangar X-10 ; Grupo Especial de Ensaios em Vôo ; Bandeirante



Escrito por Paulo César, o Pablo!! às 23h05
[] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO JOSE DOS CAMPOS, Homem, de 46 a 55 anos, French, Italian

HISTÓRICO


CATEGORIAS
Todas as mensagens
 Novidades do site
 Minhas Estórias
 O Forno do PabloAeroBrasil
 Comentários sobre fotos e álbuns
 Divulgue seu Álbum/Fotolog/Blog



OUTROS SITES
 Álbum e Portal de História da Aviação
 PA Promoções eventos aéreos
 Pista do Aeroporto Afonso Pena - PR (Roswalmir Afonso)
 Fundação Rampa - Natal RN


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!